Vargas Llosa: "A pior paixão é a nacionalista"

Telegram

Mario Vargas Llosa participou da passeata contra a independência da Catalunha, que ocorreu hoje em Barcelona, reunindo centenas de milhares de pessoas.

No seu discurso, ele disse o seguinte:

“Queremos que a Catalunha volte a ser a capital cultural da Espanha como era quando eu vim viver aqui. A paixão pode ser destrutiva e feroz quando movida pelo fanatismo e pelo racismo. A pior de todas, que causou mais estragos na história, é a paixão nacionalista.

A Espanha também é uma terra de liberdade, de legalidade. Isso, o independentismo não irá destruir. É preciso muito mais que uma conjuntura golpista para destruir o que foi construído em quinhentos anos de história, não vamos permitir.

“Aqui estamos, cidadãos pacíficos, que acreditamos na coexistência e na liberdade. Vamos demonstrar aos independentistas minoritários que a Espanha é um país moderno.

Viva a liberdade, viva a Catalunha, viva a Espanha!”

Comentários

  • Carlota -

    Tá certo o Llosa. A Catalunha nunca foi um país independente. Sempre foi parte da Espanha, ainda que sempre tenha gozado de relativa autonomia. Não será uma meia dúzia de oportunistas malucos que dividirá a Espanha. Aqui também um grupo de gaúchos andou com essas ideias esquisitas.

  • Bolsonaro -

    A Catalunha não será independente sem guerra civil. Os catalães querem pagar o preço? Se quiserem...e ganharem a guerra cairão nos braços dos comunistas. É o óbvio ululante.

  • Llosa -

    Hipócrita. Se ele preza tanto a liberdade, deveria deixar os habitantes da região livre para decidir. Ao invés disso, chama a lei para dizer que todos são livres, mas ninguém pode decidir nada por si próprio. H-I-P-Ó-C-R-I-T-A.

Ler 31 comentários