Viagem de Pompeo ao Brasil não influi em eleição nos EUA, diz analista

A visita do secretário de Estado Mike Pompeo a Roraima, que rendeu críticas ao chanceler Ernesto Araújo, foi muito mais comentada nos países da América Latina e do Caribe que nos EUA, diz a cientista política Susan MacManus.

“Os jornais estão muito mais preocupados com os dois candidatos presidenciais, [Donald] Trump e Joe Biden, e com a vaga que foi aberta na Suprema Corte”, afirma Susan, professora aposentada da Universidade do Sul da Flórida.

Para ela,  o discurso de Pompeo contra o ditador Nicolás Maduro também não altera a preferência dos latinos que vivem no seu estado, segmento em que o presidente já tem vantagem sobre o rival democrata.

LEIA AQUI a reportagem de Duda Teixeira na Crusoé; assine a revista e apoie o jornalismo independente.

Leia mais: Combo O Antagonista e Crusoé: comece a ler por apenas R$ 1,90/mês
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 17 comentários
TOPO