Viajante do Brasil ficará em quarentena vigiada por dez dias, diz Boris Johnson

Viajante do Brasil ficará em quarentena vigiada por dez dias, diz Boris Johnson
Foto: Press Association via AP Images

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, disse nesta quarta (27) que viajantes vindos do Brasil que “não puderem ter sua entrada recusada” deverão fazer quarentena em locais específicos, com vigilância, por um período de dez dias, registra a Folha.

O isolamento será obrigatório mesmo para quem tiver teste negativo para a Covid-19. A medida integra um pacote de novas restrições de entrada no país e se aplica também a quem vem de outros 21 locais onde circulam variantes mais contagiosas do coronavírus.

Em nota, a Secretaria do Interior afirma que o Reino Unido “continuará a recusar a entrada de não residentes” que venham dessas áreas. Residentes e viajantes essenciais que chegarem desses 22 países serão transportados dos aeroportos e portos para as instalações e, em princípio, deverão arcar com os custos de estadia.

Johnson afirmou ainda que o relaxamento das restrições só deve ser possível a partir de meados de fevereiro, quando se deve verificar se as vacinas contra a Covid-19 estão reduzindo as hospitalizações e mortes no país.

Leia mais: Epidemiologista afirma que, numa previsão otimista, a imunidade global só será atingida em meados de 2023.
Mais notícias
TOPO