ACESSE

Vídeo: em Beirute, Macron diz que é preciso 'mudança política' no Líbano

Telegram

O presidente da França, Emmanuel Macron, chegou hoje a Beirute e percorreu as ruas destruídas da cidade. Uma multidão o recebeu pedindo o fim do “regime”, e culpou os políticos do Líbano pela corrupção e por levar o país ao desastre.

Alguns gritavam “revolução” e “o povo quer a queda do regime”, segundo a Al Jazeera.

Vídeos publicados nas redes sociais mostram Macron sendo saudado e recebendo apelos dos libaneses.

Ele é o primeiro líder estrangeiro a visitar Beirute depois da explosão de terça-feira. O Líbano foi protetorado francês e mantém relações muito estreitas com a França.

“Vejo a emoção em seus rostos, a tristeza, a dor. Por isso estou aqui”, disse a um grupo.

A explosão de terça-feira no porto de Beirute matou 145 pessoas e feriu outras 5 000.

Macron prometeu enviar mais assistência ao Líbano. E disse: “O que também é preciso aqui é mudança política. Esta explosão deve ser o começo de uma nova era”.

Um homem disse ao presidente da França: “Esperamos que essa ajuda vá para o povo libanês e não para os líderes corruptos”.

Como publicamos, uma carga de nitrato de amônio que foi chamada de “bomba flutuante” estava no porto de Beirute desde 2013. O governo prometeu prender todos os responsáveis pelo armazenamento da substância no porto desde 2014.

Assista:

Leia mais: Combo O Antagonista+ e Crusoé: comece a ler por apenas R$ 1,90/mês

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 31 comentários