81% dos auxílios-doença são irregulares

Em maio de 2015, 81% dos 1,6 milhão de auxílios-doenças pagos pelo governo apresentavam indícios de irregularidade.

A conclusão é da Controladoria-Geral da União, com base em um levantamento feito em 57 das 104 gerências executivas do INSS e divulgado hoje.

Entre os problemas encontrados estão benefícios pagos há mais tempo do que se deveria; pagamentos em casos de doenças que não geram incapacidade; e benefícios concedidos ou reativados sem perícia médica.

Faça o primeiro comentário