A birra dos petroleiros continua

Os petroleiros ainda resistem à proposta da Petrobras de reajustar os salários em 6%. Eles também são contra o corte de 50% no valor das horas extras e a redução de jornada, com corte proporcional de salário. Até 11 de novembro, prometem fazer bastante barulho.

Faça o primeiro comentário