A Bolsa e Trump (4)

Isso significa que Trump foi um mero pretexto para investidores lucrarem hoje na Bolsa? Nem de longe.

Segundo Bandeira, da Modal Mais, a única certeza é que o republicano seria um presidente com uma política fiscal “muito expansionista”.

Traduzindo: para incentivar o crescimento, Trump tenderia a cortar impostos e aumentar gastos públicos, desequilibrando ainda mais o gigantesco déficit fiscal dos Estados Unidos.

Como o Brasil já entendeu, tudo isso deságua na nossa velha conhecida, a inflação.

“Isso exigiria uma atuação mais forte do Fed para segurar os preços”, afirma Bandeira a O Financista. O único remédio seria aumentar os juros. Algo que os brasileiros também já conhecem.

Faça o primeiro comentário