A zica da Petrobras no Ceará (2)

Outro ativo problemático da Petrobras é a TermoCeará, usina movida a gás natural. Segundo a Reuters, a Petrobras identificou “danos catastróficos” em três turbinas, que acarretaram sérias paradas nas operações.

Para atender aos consumidores, a companhia precisou comprar R$ 273 milhões em energia no mercado à vista. A coincidência da semana (ou não): a TermoCeará pertencia, originalmente, à MPX – a empresa de energia de Eike Batista.

A Petrobras a comprou em 2005 por US$ 137 milhões.

Faça o primeiro comentário