Alinhamento estelar

Copel, Cesp, Cemig, Light, AES Eletropaulo, Eletrobras… a lista de empresas do setor elétrico que já confirmaram ou são alvo de rumores de venda de ativos não para de crescer. E não é mera coincidência.

De um lado, as concessionárias enfrentam as pesadas dívidas herdadas da desastrada intervenção de Dilma no setor em 2012. De outro, os donos dessas empresas não têm dinheiro ou interesse em cobrir esses rombos. Isso é mais acentuado no caso de empresas estatais, sejam estaduais ou federais.

No meio, estão os chineses, ávidos por expandir sua presença no país. Isso, sim, é uma mostra de como um governo petista consegue alinhar as estrelas até que apontem o caminho certo para o desastre.

Faça o primeiro comentário