ANP globalizada (1)

A indicação de Décio Oddone para a diretoria-geral da ANP é positiva, segundo Adriano Pires, um dos maiores especialistas em energia do país. O primeiro motivo é que, aparentemente, prevaleceram os critérios técnicos para a escolha, e não os políticos.

Alguém experiente é fundamental para que a ANP possa conduzir, com sucesso, os próximos leilões de blocos. “O petróleo ainda está barato, por isso, a regulação precisa ser bem feita para atrair os investidores”, disse Pires a O Financista.

Faça o primeiro comentário