Biruta

O sobe-e-desce do dólar, hoje, mostra como o mercado está confuso em relação aos juros nos Estados Unidos. Pela manhã, as declarações da presidente do Fed, Janet Yellen, foram interpretadas como sinais de que a taxa só subirá no fim do ano. Com isso, o dólar chegou a cair mais de 1%, a R$ 3,189.

No início da tarde, porém, o vice-presidente do Fed, Stanley Fischer, afirmou que a fala de Yellen era “consistente” com uma eventual alta em setembro. Foi o suficiente para inverter a direção e elevar a moeda americana para a casa dos R$ 3,25.