​Bom, mas nem tanto

Editorial econômico do Estadão analisa:

“Os preços do petróleo vêm ajudando a recuperação da Petrobrás e fortalecendo a exploração nas áreas do pré-sal, cuja produção já responde por quase metade da extração total. Mas a combinação da demanda mais fraca e produção elevada poderá colocar novo desafio à Petrobrás, que tenta se recuperar dos golpes sofridos na era lulopetista.”

Não seria tão fácil.

Faça o primeiro comentário