CUT diz que “não vai se intimidar”

A turma da CUT disse que “não vai se intimidar” com a decisão de ontem dos ministros do STF, por 6 a 4, de cortar o ponto de grevistas e descontar os dias parados, registra o Estadão.

É claro que eles podem dizer o que quiserem — mas que se cumpra a sentença.