Disputando a lanterninha

Entre 2015 e 2016, o Brasil caiu seis posições no ranking dos países mais competitivos, elaborado pelo Fórum Econômico Mundial e divulgado hoje. Com isso, ficou em 81º lugar,entre 138 nações analisadas. Foi o pior desempenho desde 2007, quando o ranking foi criado.

Entre os latino-americanos, ficamos atrás de potências econômicas deste século, como Barbados, Jamaica e Guatemala. É o Brasil provando, mais uma vez, sua elevada competitividade, quando se trata de ficar para trás.