Doria descarta reajustes no 1º ano de governo

Em coletiva de imprensa hoje, João Doria afirmou que não vai aumentar a tarifa de ônibus, nem os impostos, no ano que vem.

Em contrapartida, espera que Haddad deixe a prefeitura de São Paulo sem cortar o orçamento de 2017. O petista propôs reduzi-lo em R$ 3 bilhões, para R$ 51 bilhões.

Faça o primeiro comentário