Efeito prolongado

Os bancos brasileiros continuam com perspectiva negativa, segundo a Moody’s. Em relatório, sua vice-presidente sênior, Ceres Lisboa, afirma que os efeitos retardados da crise ainda pressionarão as instituições financeiras neste ano.

Segundo a executiva, “a recuperação se mantém frágil”. Ceres ainda espera mais resultados fracos nos balanços das empresas e aumento do desemprego. Tudo isso convergirá para novos problemas no crédito.

Faça o primeiro comentário