Eletrobras, um saco sem fundo

A Eletrobras é um saco sem fundo. Além dos R$ 3,5 bilhões que o governo injetará na empresa, já aprovados pelo Congresso na semana passada, a estatal precisa de mais um dinheirinho extra: coisa de R$ 1 bilhão.

Por quê? Para quitar pendências junto à Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).