Escrito nas estrelas (PS)

Apenas para efeito de comparação: se o Brasil crescer, de fato, 1,6% em 2017, seu desempenho ficará bem abaixo do previsto para a média dos emergentes. A Moody’s divulgou, hoje, uma estimativa de que esse grupo de países crescerá entre 4,4% e 5% no ano que vem.