Faxina no INSS

O Ministério da Transparência (antiga CGU) fechou um acordo com os médicos do INSS para promover um mutirão de checagem dos beneficiários de auxílio-doença. Os médicos farão hora extra, mas o governo avalia que, mesmo com o custo adicional, sairá ganhando.

O motivo é o elevado número de irregularidades. Segundo uma auditoria recente da CGU, 45% dos benefícios são pagos indevidamente.

Faça o primeiro comentário