Amigos à mesa

A Associação Nacional de Proteção dos Acionistas Minoritários (Ana) não gostou nada da nomeação de Marcos Duarte e Ricardo Reisen para o conselho de administração da Oi.

Apresentados como independentes, ambos seriam indicações do BNDES, que detém 4,6% da operadora. “Isso apenas reforça a suspeita de conivência do BNDES com os problemas que levaram a Oi à recuperação judicial”, afirma Aurélio Valporto, vice-presidente da associação. Procurado por O Financista, o banco ainda não se manifestou.

Leia também:

A resposta do BNDES sobre a Oi