Jeitinho na PEC do Teto (3)

Inflar os gastos de 2016, para criar uma base maior de cálculo para as despesas do ano que vem, é fácil.

Mais difícil é obter receitas para cobrir esses R$ 12 bilhões extras.

Como não se pode prever gastos sem dizer de onde virá o dinheiro, o relator geral do Orçamento, senador Eduardo Braga (PMDB-AM), terá de arcar com a dolorosa tarefa de cortar gastos.

Francamente, não era melhor nem pensar em gastar o que não tem?

Faça o primeiro comentário