Licença para não ter licença

A concessão de benefícios fiscais à siderúrgica CSA, controlada pela alemã ThyssenKrupp, será investigada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro. Segundo informou o MP, os benefícios em questão foram concedidos pelo governo do Estado e pela Prefeitura do Rio.

As autoridades fluminenses e cariocas teriam renunciado a milhões de reais em tributos da CSA. O problema é que, para ter acesso a esses benefícios, a siderúrgica já deveria possuir a licença ambiental para operação. A usina começou a funcionar e ainda não a recebeu.