Mais realista que o rei

O Banco do Brasil manteve, em relatório a clientes, a previsão de que a economia crescerá 2% no ano que vem, puxada pela maior oferta de crédito e pela volta dos investimentos.

A projeção está acima do 1,6% divulgado pelo Banco Central. E bem mais otimista que a média do mercado, que indicou 1,36% no Boletim Focus de hoje.