Meirelles, o zen

A pressão para que o governo acelere o passo, após o impeachment de Dilma, não causa nem uma ruga de preocupação em Henrique Meirelles.

“Os problemas do Brasil não serão resolvidos por medidas frenéticas de curto prazo e uma decisão atrás da outra, dando impressão de atividade”, afirmou a jornalistas, antes de participar de evento com executivos em São Paulo, segundo o Valor. Resumindo: tudo não passa de ansiedade de empresários, empregados e desempregados.

Faça o primeiro comentário