Não foi por falta de aviso, Dilma

Dilma insiste em dizer que a crise foi uma infelicíssima e imprevisível coincidência. Mentira.

Do relatório O Fim do Brasil, da Empiricus, sócio deste site, ao relatório que culminou na demissão de uma analista do Santander, não faltaram alertas contundentes, interpretados como ataques políticos.

Em artigo para o Valor, no começo de agosto de 2014, Gustavo Loyola dizia, por exemplo:

“Como afirmamos algumas vezes neste espaço, os desequilíbrios acumulados nos últimos anos devem cobrar um preço caro em 2015. (…) O déficit primário obtido em junho foi o pior resultado da série histórica desse indicador.”