O dragão continuará bem nutrido

O UBS não descarta elevar sua estimativa de inflação para este ano, mesmo que o IBGE divulgue, na próxima semana, números que mostrem uma desaceleração dos preços em julho.

O motivo são os alimentos, que continuarão pressionando o IPCA nos próximos meses e impedirão um recuo mais acentuado rumo à meta de 4,5%. Por ora, o UBS prevê uma inflação de 6,4% em 2016.

Faça o primeiro comentário