O golpe da “greve” dos bancos na venda de motos

A “greve” dos bancários, convocada para derrubar o governo “golpista”, derrubou outra coisa: a venda de motocicletas em setembro.

A Abraciclo, que representa as montadoras, calcula que 4 mil motos deixaram de ser vendidas durante o período, entre as que sairiam por consórcios e financiamento.

No total, foram comercializadas 76.268 unidades no último mês – uma queda de 8,4% sobre agosto.

Faça o primeiro comentário