O que parece é

Celso Ming escreve no Estadão sobre o fato de o ministro da Fazenda ter sustentado que não afrouxou na negociação do acordo fiscal com os governadores:

“Se é verdade que o essencial do acordo foi mantido, como asseguram Temer e Meirelles, falta parecer que seja. Em política, o que não parece também não é. E, como tal, tem consequência.”

Henrique Meirelles precisa deixar parecer que está trabalhando.