PEC do Teto: o diabo está na execução

Do economista Raul Velloso a O Financista, sobre a PEC do Teto: “enquanto as outras reformas, como a da previdência, não forem aprovadas, os itens mais flexíveis do orçamento vão pagar a conta. O diabo mora na execução da PEC.”

Quais itens sofrerão mais? O mais óbvio são os já raquíticos investimentos públicos.

Faça o primeiro comentário