Por um teto sem goteiras

Onze dos 13 ex-secretários do Tesouro Nacional que ainda estão vivos enviaram uma carta à atual ocupante do cargo, Ana Paula Vescovi. No documento, seus antecessores defendem que a PEC do teto de gastos seja aprovada da forma como está.

A preocupação é que as negociações no Congresso esvaziem-na, a ponto de torná-la inócua. Apenas dois ex-secretários não assinaram a carta: Arno Augustin, um dos responsáveis pelas pedaladas fiscais que levaram Dilma para casa mais cedo; e Joaquim Levy, que ocupou o cargo entre 2003 e 2006.