Previdência: o que já fechou e o que é dúvida

Segundo a Reuters, Temer ainda não fechou o texto da reforma da previdência, mas alguns pontos já estão praticamente consolidados, enquanto outros ainda são polêmicos.

Entre o que já é dado como certo, estão a idade mínima de 65 anos para aposentadoria e o tempo mínimo de contribuição de 25 anos. Mulheres e professores teriam um período de transição mais longo, de 20 anos.

Entre o que ainda causa polêmica, encontram-se a desvinculação do reajuste de benefícios do salário mínimo, mudanças na aposentadoria rural, na previdência dos funcionários públicos e se os militares serão incluídos.