Queda lenta e gradual

Apesar de pairar no ar a ideia de que a alta dos preços – dos alimentos, sobretudo – continua firme e forte, os índices mostram, sim, uma desaceleração da inflação no país.

“A inflação seguirá em queda por causa da alta bem mais moderada das tarifas dos serviços públicos. Enquanto em 2015 houve reajustes de 30%, 40%, neste ano a alta média foi de 6,5%, menos de metade da média do ano passado”, reforça o Valor.

O arrefecimento, porém, será lento e gradual, dada a intensidade da recessão.

Faça o primeiro comentário