Receita quer de volta R$ 16 bi sonegados ou fraudados

A Receita Federal lançou, hoje, três operações para recuperar um total de R$ 16 bilhões, entre impostos sonegados ou fraudados. Na maior operação, 796 contribuintes serão investigados por abaterem R$ 33 bilhões em créditos indevidos.

Em outra, 10 mil contribuintes serão investigados por abaterem débitos fiscais com títulos da dívida pública, o que é proibido. A irregularidade é avaliada em R$ 4 bilhões.

A terceira medida é a implantação de um sistema que permite aos tribunais de justiça checarem os tipos de casos em que a Receita obteve ganho de causa, a fim de orientar as decisões. O efeito cascata desse sistema, com os juízes mais alinhados, deve ser de R$ 3,5 bilhões.

Sobre todas as irregularidades apuradas, a Receita aplicará multas que vão de 50% até 225% do valor devido.

Faça o primeiro comentário