O Uber é um saco sem fundo

O Uber acumulou um prejuízo de US$ 1,2 bilhão no primeiro semestre, com mais da metade concentrada nos últimos três meses, segundo o New York Times.

As perdas são atribuídas aos investimentos necessários para expandir suas operações pelo mundo, com despesas de divulgação e subsídio a motoristas e passageiros – sobretudo na China.

Os analistas estão preocupados com o ritmo com que a empresa está captando dinheiro no mercado: são injeções de bilhões de dólares a cada poucos meses. Um sinal de que o Uber não está conseguindo gerar receitas suficientes para se sustentar.

Faça o primeiro comentário