Saiu dos trilhos

Um investimento de pouco mais de US$ 14 bilhões feito pela Vale não renderá tudo o que se esperava.

O motivo é um gargalo de logística: o projeto S11D tem capacidade para produzir até 90 milhões de toneladas por ano de minério de ferro em Carajás. Mas a estrutura de transporte só comporta, atualmente, 75 milhões.

Em nota à imprensa, a Vale afirmou que as obras de logísticas foram revistas, para se adequarem ao transporte de minério de outras áreas e ao dinheiro disponível.

A mineradora, contudo, não esclareceu se haverá investimentos posteriores para escoar os 90 milhões de toneladas ou se deixará a capacidade ociosa na mina.

Faça o primeiro comentário