Só dá Brasil

Dois fatores sustentam a alta do dólar hoje, ambos ligados à economia brasileira.

O primeiro é a preocupação do mercado quanto ao ajuste fiscal. Até agora, a avaliação é de que há mais conversa do que resultados. O segundo é a decisão do Banco Central de aumentar as operações para segurar a cotação da moeda americana.

Se prevalecesse apenas a lógica de mercado, o dólar passaria a cair, já que o Fed reforçou a avaliação de que os juros demorarão mais um pouco para subir nos EUA e, portanto, se os investidores quiserem mais ganhos, terão de se expor ao risco dos emergentes.

Faça o primeiro comentário