Trump, os bancos e a Bolsa de Nova York

O índice Dow Jones da Bolsa de Nova York subiu 1,17% e terminou o dia em 18.807 pontos. É o maior patamar desde 2008, quando estourou a bolha imobiliária americana.

O destaque foi o setor bancário, cujas ações subiram com força. O otimismo deve-se à disposição de Donald Trump de “desmantelar” a lei Dodd-Frank, de 2010.

Considerada um fruto da crise de 2008, lei regulamenta o sistema financeiro americano, a fim de evitar o surgimento de novas bolhas, e temforte oposição de Trump e demais republicanos.

Faça o primeiro comentário