Um bom problema

Mansueto Almeida, secretário de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda, comentou a insistente polêmica sobre o tempo de duração do limite de gastos públicos:

“A PEC não vai congelar os gastos por vinte anos. A regra [de correção pela inflação] vale por dez anos e, se o ajuste vier antes, em cinco ou seis anos anos, e o problema fiscal desaparecer, teremos um bom problema e poderemos repassar grande parte do ganho de receita, por exemplo, para Estados e municípios.”

Faça o primeiro comentário