Uma bolsa anticapitalista?

O Cade vai investigar a BM&FBovespa por supostas práticas anticoncorrenciais. A dona da bolsa brasileira é acusada por duas empresas, a ATS Brasil e sua controlada Americas Clearing System, que pretendem criar uma nova bolsa de valores no país, de dificultar o acesso ao mercado.

A ACS teria insistido, por dez meses, para contratar serviços da BM&FBovespa, sem que a empresa lhe enviasse nem sequer uma proposta. A protelação da bolsa brasileira impediu, ainda, que o Banco Central autorizasse a ATS Brasil a operar localmente, pois o BC exige que a empresa conte com um depositário central – justamente o serviço que a BM&FBovespa reluta em lhe prestar.

Faça o primeiro comentário