Uma preocupação preocupante

O dólar fechou o dia com alta de 1,43% (a maior em dois meses), chegando a R$ 3,18. O movimento refletiu a agonia do mercado para entender como a preocupação de Temer com a moeda americana vai influenciar a política cambial. Em entrevista ao Valor, ele afirmou que o dólar não pode nem ser “elevado”, nem “derretido”. Quem disse que Temer precisa de mesóclises para dar um nó na cabeça do pessoal?

Faça o primeiro comentário