“Vamos estar verificando…”

A Caixa tem 30 dias para dizer se vai melhorar seu serviço de atendimento ao consumidor, com o objetivo de se enquadrar nos padrões determinados pela lei.

O prazo foi dado pelo Ministério Público Federal de Santa Catarina, responsável também pelas recomendações de melhorias que a Caixa deve implementar.

Mais do que puxar a orelha do banco controlado pelo governo federal, o objetivo é reforçar o entendimento dos procuradores de que o Código de Defesa do Consumido também se aplica a instituições financeiras.

Faça o primeiro comentário