Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

A peneira de André Esteves

Clientes do dono do BTG podem contar com as conversas que ele mantém com Lira, Campos Neto e ministros do STF; mas sua análise eleitoral é enviezada
A peneira de André Esteves
Reprodução

Os clientes de André Esteves (foto) podem contar com as conversas republicanas que ele mantém com Paulo Guedes, Arthur Lira, Roberto Campos Neto e ministros do Supremo. Mas a análise do cenário eleitoral feita pelo banqueiro é enviezada e desconsidera a realidade.

No áudio vazado ontem, ele diz que os dois candidatos ideais são “Eduardo Leite e João Doria”, mas apenas 1 sairá das prévias e ambos patinam com índices de apoio ainda marginais.

Esteves também ignora Ciro Gomes e, especialmente, Sergio Moro, que exibe intenções de voto na casa de dois dígitos, mesmo antes de lançar sua pré-candidatura.

O banqueiro, preso pela Lava Jato, também diz que “as pautas que levaram Bolsonaro a ser eleito ainda estão por aí”, embora o combate à corrupção — a principal em 2018 — tenha sido relegada a segundo plano, diante da fome e do desemprego.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO