O xadrez 4D de Fachin

O xadrez 4D de Fachin
Foto: Ricardo Stuckert/Fotos Públicas

Procuradores e advogados ouvidos por O Antagonista interpretam a decisão de Edson Fachin como uma forma de evitar que Sergio Moro fosse declarado suspeito, o que poderia causar um efeito cascata anulatório em todas as condenações da Lava Jato.

Como registramos há pouco, o despacho de hoje tornou a 13ª Vara Federal em Curitiba incompetente para processar e julgar Lula, anulando todos os atos decisórios do juiz.

Com isso, perdeu objeto o HC impetrado pela defesa do ex-presidiário que questionava a imparcialidade de Moro e que seria julgado ainda neste mês. Não há dúvida de que seria concedido por Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Kássio Marques.

Fachin pode ter visto na decretação de incompetência e anulação das condenações de Lula um mal menor, preservando o resto da Lava Jato e fechando a torneira dos vazamentos oficiais das mensagens dos procuradores, a cada pedido de Cristiano Zanin.

E também uma forma de levar o caso todo ao plenário, o que torna o resultado de toda essa manobra imprevisível.

As defesas de outros condenados, claro, estão em polvorosa para bater à porta do Supremo e obter anulações, seguindo o script da defesa do ex-presidente.

Caso a decisão de hoje seja confirmada pela maioria dos ministros, Fachin terá a oportunidade de fazer as pazes com Dilma Rousseff que o indicou e limpar sua barra com o PT, onde é considerado um “traidor”.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO