CPI sem vacinação em massa (com ajuda da iniciativa privada) é apenas exumação de cadáveres

CPI sem vacinação em massa (com ajuda da iniciativa privada) é apenas exumação de cadáveres
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Que há resistência no Senado para colocar em votação o projeto de vacinação privada aprovado na Câmara todo mundo sabe. Mas agora certa imprensa resolveu fazer campanha contra a iniciativa, espalhando fake news.

O motivo é óbvio: amanhã o assunto estará na pauta da reunião de líderes. Rodrigo Pacheco e meia dúzia de senadores estariam espalhando, segundo essas notícias, a versão de que o projeto de Câmara é ruim, pois criaria uma competição do setor privado com o público.

Chegam ao ponto de dizer que o texto não prevê mais a entrega ao SUS de 50% das que for em adquiridas por empresas. Uma mentira.

O projeto aprovado pela Câmara apenas permitiu que empresários possam adquirir imunizantes no mercado a partir de agora, sem precisar esperar o fim da vacinação dos grupos de risco. Mas todos sabem também que as farmacêuticas estão priorizando os governos, o que significa dizer que, na prática, ainda não há vacina disponível para o mercado privado.

É uma vergonha que partidos como Cidadania, Podemos e MDB se aliem a PDT e PT contra o projeto. A favor estariam PSD, PP e PL, o que não deixa de ser uma ironia considerando que esses partidos estão na base do governo.

Também não deixa de ser contraditório que o próprio Rodrigo Pacheco, contrário à instalação da CPI da Covid neste momento sob o argumento de que é preciso concentrar esforços para salvar vidas, sabote um projeto que pretende compensar a incompetência do Ministério da Saúde.

CPI sem vacinação em massa é apenas exumação de cadáveres, senhores.

(com reportagem de Wilson Lima)

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que tem coragem de fiscalizar TODOS os poderes
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO