Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Em primeiro pronunciamento, Mendonça se mostra terrivelmente deslumbrado

'O sucessor de Marco Aurélio Mello parecia falar como se tivesse sido eleito presidente, tamanha era sua excitação', escreve Sérgio Pardellas na Crusoé
Em primeiro pronunciamento, Mendonça se mostra terrivelmente deslumbrado
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Na Crusoé, Sérgio Pardellas escreve sobre o primeiro pronunciamento de André Mendonça como ministro do STF. O ex-AGU, escolhido por Jair Bolsonaro na qualidade de “terrivelmente evangélico”, estava mais para terrivelmente deslumbrado com o cargo.

“O sucessor de Marco Aurélio Mello, que transformou a ascensão à vaga no STF numa cruzada pessoal, parecia falar como se tivesse sido eleito presidente da República, tamanha era sua excitação. Ao começar o discurso, mais semelhante a uma pregação, Mendonça contrariou o que se comprometeu a fazer durante sabatina poucas horas antes, ou seja, respeitar a laicidade do estado. Fazendo uma adaptação da célebre frase do astronauta Neil Armstrong, disse: ‘É um passo para o homem, um salto para os evangélicos. Dei glória a Deus por essa vitória’”.

LEIA MAIS na Crusoé; assine a revista e apoie o jornalismo independente.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....