Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Não se combate sociopatia com esquizofrenia, jornalistas

A imprensa capitulou diante da pressão para considerar aglomeração de esquerda melhor do que aglomeração de direita
Não se combate sociopatia com esquizofrenia, jornalistas
Reprodução/redes sociais

A esquerda tanto patrulhou a imprensa tradicional, jornais e emissoras, que ela resolveu publicar matérias e editoriais positivos sobre as manifestações no sábado promovidas por PT, CUT e adjacências. A pressão começou no domingo, principalmente por meio das redes sociais, com um monte de militantes, muitos dos quais autodenominados jornalistas, reclamando do pouco espaço destinado aos protestos contra Jair Bolsonaro. A capitulação foi geral.

Como aqui neste site pressão de lado nenhum funciona, vou bater na mesma tecla: a esquerda aglomerou, assim como os bolsonaristas, num tremendo ato de irresponsabilidade. É um acinte à inteligência ouvir e ler que, ah, não, foi diferente, porque usaram máscara, ao contrário dos sequazes do presidente da República. Máscara é importante, mas por si só não adianta. Se adiantasse, daria para organizar desfiles carnavalescos com sambistas mascarados e partidas de futebol com público igualmente protegido. Além do mais, obviamente nem todo mundo usou máscara o tempo todo e da maneira correta. E o distanciamento social de pelo menos um metro e meio esteve longe de ser respeitado, as imagens não mentem. Como disse o Diogo hoje, não dá para aglomerar manifestantes nas ruas e, ao mesmo tempo, reclamar da Copa América no Brasil. A aglomeração de domingo foi um péssimo exemplo e terá consequências sanitárias ruins. Ponto.

O maniqueísmo é burrice extrema. Seria preciso que se entendesse que o fato de ser contra Jair Bolsonaro não exime ninguém dos próprios crimes e erros. Lula não é inocente porque Bolsonaro é um ser execrável; vírus não distingue direita de esquerda; medidas sanitárias valem para qualquer torcida. Isso tudo parece óbvio, é óbvio, mas não vivemos num país com muita noção de realidade, embora a nossa realidade seja trágica a olho nu.

Não se combate sociopatia com esquizofrenia, jornalistas. Muito menos desonestidade política com desonestidade intelectual.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO