Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

PM mostrou resistência ao golpismo bolsonarista

Com exceção do incidente de segunda-feira à noite em Brasília, postura geral dos policiais garantiu segurança à população e mostrou limites a Jair Bolsonaro
PM mostrou resistência ao golpismo bolsonarista
Reprodução/Redes sociais

A melhor notícia do 7 de Setembro foi a não adesão da Polícia Militar ao movimento golpista de Jair Bolsonaro, demonstrando que o presidente da República não terá o apoio armado pretendido para avançar sobre as instituições.

Com exceção do episódio de segunda-feira 6, à noite, quando a PMDF permitiu que caminhões invadissem a Esplanada dos Ministérios, a conduta geral foi correta e elogiada pelo governador Ibaneis Rocha. 

Como registramos, a tropa de choque impediu, com uso de spray de pimenta e bombas de gás, seguidas tentativas dos fanáticos bolsonaristas de romper o cordão de isolamento que protegia o Congresso e o Supremo Tribunal Federal.

Em São Paulo, o comando da Polícia Militar comemorou a atuação dos agentes na garantia do 7 de Setembro, que terminou sem incidentes, apesar do discurso inflamado de Bolsonaro. Os policiais da ativa, que estavam de folga, também cumpriram determinação superior de não participar dos protestos.

Da mesma forma, não foram registradas ocorrências nas manifestações no Rio de Janeiro. A ação dos MPs estaduais e das corregedorias das PMs nos últimos dias também contribuiu para evitar excessos. 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....