Confira as principais reportagens da edição 158 da revista Crusoé

Capa

Bolsonaro põe a Abin no jogo contra a CPI

Como parte do esforço para tirar o presidente das cordas na CPI da Covid, o governo usa o serviço secreto para levantar suspeitas sobre governadores e prefeitos

Leia um trecho da reportagem:

Tão logo o ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, determinou a instalação da CPI da Covid no Senado, há um mês, o presidente Jair Bolsonaro e sua tropa aliada passaram a investir na tentativa de arrastar governadores para dentro das investigações. A estratégia tinha como objetivo claro tirar o foco do Palácio do Planalto e dividir o desgaste da investigação com um número maior de políticos, especialmente os rivais do presidente. “Se não mudar a amplitude, a CPI vai simplesmente ouvir o (Eduardo) Pazuello, ouvir gente nossa, para fazer um relatório sacana”, disse Bolsonaro em conversa gravada pelo senador Jorge Kajuru, em abril. Até agora, o plano falhou. Controlada por opositores do governo, a CPI deu início nesta semana à fase de depoimentos ouvindo o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta, que detalhou como Bolsonaro contrariou orientações técnicas do Ministério da Saúde e contribuiu diretamente para o agravamento da pandemia. Nesse contexto, com o presidente ainda mais emparedado, o governo recorreu à Agência Brasileira de Inteligência, a Abin, para municiá-lo com as informações que Bolsonaro e seus aliados querem para tentar mudar os rumos da CPI.

Capa

Em busca dos cúmplices

Os primeiros depoimentos na CPI mostram que Bolsonaro ignorou todos os alertas técnicos sobre a gravidade da pandemia e preferiu dar ouvidos a um “gabinete paralelo” que só fez o país afundar na tragédia

Capa

O milagre das vacinas

O aval dos Estados Unidos à quebra de patentes pode ajudar o planeta a ser livrar mais rapidamente da maldição do coronavírus

Capa

Padrinhos superpoderosos

A história de sucesso da ONG que era vista como petista e, sob Bolsonaro, já faturou mais de meio bilhão de reais por ser terrivelmente evangélica. Hoje, em Brasília, ela tem dois ministros como aliados

Por que ter acesso ao combo

O ANTAGONISTA+ e CRUSOÉ?

Embora tenham o mesmo DNA, O ANTAGONISTA+ e CRUSOÉ são publicações com características e personalidades bastante distintas.

Explicando melhor: as duas publicações são complementares.

Enquanto O ANTAGONISTA+ oferece uma cobertura eletrizante e em tempo real dos principais fatos da política, CRUSOÉ traz reportagens investigativas aprofundadas e artigos analíticos sobre o presente e o futuro do Brasil.

O ANTAGONISTA+ coloca VOCÊ na trincheira da cobertura política, no corpo a corpo com os poderosos.

CRUSOÉ leva VOCÊ para a ilha do jornalismo independente, que propicia o aprofundamento e a reflexão.

Em conjunto, eles podem fazer o que nenhuma outra publicação faz por você.

O acesso às duas publicações é uma oportunidade única de saber — em tempo real e em primeira mão — os movimentos nos bastidores da política brasileira e, adicionalmente, entendê-los em profundidade, antever seus desdobramentos para o país e até as consequências para a sua vida.

Mais: nenhuma das publicações veicula anúncios de órgãos públicos de qualquer Poder (Executivo, Legislativo e Judiciário) e esfera (federal, estadual ou municipal), tampouco de empresas estatais ou companhias privadas enroladas em escândalos de corrupção.

Recusamos integralmente qualquer recurso proveniente dessas fontes.

O princípio é: o jornalismo independente não pode ter vínculos comerciais com autoridades e instituições que ele, o jornalismo independente, deve fiscalizar

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo

1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE

A Coluna Exclusiva de Sergio Moro

Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Felipe Moura Brasil, Carlos Fernando Lima e equipe

Newsletters Exclusivas