A quantidade e qualidade das reportagens investigativas da Crusoé a transformaram em leitura obrigatória entre os que comandam os destinos do país. Afinal de contas, muitos deles foram pegos pela revista em história nada republicanas. Toda semana, a Crusoé traz notícias exclusivas sobre os bastidores de TODOS os poderes.

Empresários que têm grandes interesses no governo também estão no radar da revista. Exemplo é a reportagem que a revista traz nesta semana sobre o acordo de leniência da J&F, dos notórios Joesley e Wesley Batista.

A Crusoé descobriu que, do acordo de delação de Joesley e Wesley, faltam informações incômodas que constam do acordo de leniência da holding que eles comandam.

Leia um trecho:

Crusoé teve acesso com exclusividade a relatórios sigilosos produzidos por uma auditoria interna da J&F, controladora da JBS. Até agora inédito, o calhamaço de 525 páginas é o resultado de investigações contratadas pela própria holding, em 2019, no cumprimento de uma condição imposta pelo Ministério Público Federal para a celebração do acordo de leniência da empresa, no âmbito da Operação Greenfield. Para se ter uma dimensão da importância do material, a J&F, aparentemente incomodada com o desenlace da auditoria que ela mesma contratou, destituiu em maio deste ano o grupo responsável por acompanhar a produção dos relatórios. Isso à revelia do MPF, que acionou a Justiça Federal em Brasília, alegando desobediência aos termos da leniência. No lugar dos demitidos, a J&F escalou nomes de sua estrita confiança — um deles já era advogado da holding.

À época, a decisão da J&F de dissolver o conselho responsável pela auditoria ainda estava revestida de mistério. Agora, tudo começa ficar mais claro. A documentação obtida por Crusoé, que integra o acordo de leniência da empresa com o MPF, revela que a companhia omitiu informações importantes à Justiça em sua delação à Procuradoria-Geral da República, como a relação nada republicana com a desembargadora Maria do Carmo Cardoso, do TRF-1, e a existência de uma rede bilionária de contas de propina no exterior, o que pode colocar em xeque o acordo de colaboração premiada. Há ainda novos detalhes de repasses feitos a ministros do atual governo e ao Instituto Lula. Dos papéis, estão ausentes explicações sobre os pagamentos do grupo ao ex-advogado da família Bolsonaro, Frederick Wassef – os repasses foram revelados por Crusoé, em agosto.”

A guerra no STF

Com a reviravolta no julgamento sobre a reeleição no Congresso, a corte volta a ser palco de troca de farpas entre ministros, intrigas e até ameaças.

O balcão de negócios no Congresso

Liberação bilionária de emendas, ofertas de ministérios, promessas de implosão da Lava Jato e até de um novo financiamento sindical: o que está na mesa de negociações pela sucessão na Câmara e no Senado.

A salvação pela vacina

O início da vacinação no Reino Unido traz esperança para o mundo e dá a largada para a corrida dos políticos pela vacinação em massa nos diferentes países.

Assine a Crusoé e apoie o jornalismo verdadeiramente independente (aquele que não recebe dinheiro de governo nenhum).

Por que ter acesso ao combo

O ANTAGONISTA+ e CRUSOÉ?

Embora tenham o mesmo DNA, O ANTAGONISTA+ e CRUSOÉ são publicações com características e personalidades bastante distintas.

Explicando melhor: as duas publicações são complementares.

Enquanto O ANTAGONISTA+ oferece uma cobertura eletrizante e em tempo real dos principais fatos da política, CRUSOÉ traz reportagens investigativas aprofundadas e artigos analíticos sobre o presente e o futuro do Brasil.

O ANTAGONISTA+ coloca VOCÊ na trincheira da cobertura política, no corpo a corpo com os poderosos.

CRUSOÉ leva VOCÊ para a ilha do jornalismo independente, que propicia o aprofundamento e a reflexão.

Em conjunto, eles podem fazer o que nenhuma outra publicação faz por você.

O acesso às duas publicações é uma oportunidade única de saber — em tempo real e em primeira mão — os movimentos nos bastidores da política brasileira e, adicionalmente, entendê-los em profundidade, antever seus desdobramentos para o país e até as consequências para a sua vida.

Mais: nenhuma das publicações veicula anúncios de órgãos públicos de qualquer Poder (Executivo, Legislativo e Judiciário) e esfera (federal, estadual ou municipal), tampouco de empresas estatais ou companhias privadas enroladas em escândalos de corrupção.

Recusamos integralmente qualquer recurso proveniente dessas fontes.

O princípio é: o jornalismo independente não pode ter vínculos comerciais com autoridades e instituições que ele, o jornalismo independente, deve fiscalizar

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo

1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE

A Coluna Exclusiva de Sergio Moro

Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Felipe Moura Brasil, Carlos Fernando Lima e equipe

Newsletters Exclusivas