E o dinheiro da segurança?

O ministro da Justiça, Torquato Jardim, criticou a criação de um fundo público de R$ 3,6 bilhões para bancar as campanhas eleitorais de 2018.

Jardim sugeriu que o dinheiro da proposta, apresentada no Legislativo, seja investido em segurança pública.

“Se pode fazer um fundo eleitoral de R$ 3,6 bilhões, pode fazer um de segurança pública de R$ 3,6 bilhões. Ou então vamos rachar isso ao meio”, afirmou o ministro em evento promovido pelos jornais O Globo e Extra no Rio.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler 15 comentários
  1. https://www.sociedademilitar.com.br/wp/2017/08/convocar-populacao-tensao-representante-dos-policiais-federais-ameaca-convocar-sociedade-para-acabar-com-esse-escarnio.html

    Apoiamos! Passem o local, data e hora que a população via em peso! Não é manifestação fake do MBL ou da pelegada! É manifestação de gente decente!

  2. Quando um navio não tem um comandante, muita coisa ruim pode passar inclusive afundar.
    Isto é o retrato do Brasil quem tem o pior comandante da historia. Um himem velho que não dse faz respeitar.

  3. Quando o Brasil der menos importância aos partidos e mais atenção à polícia, o país deixará de ter o maior número de homicídios no mundo.

  4. Dividir?!? Errado!!! Extinguir esta vergonha!!! 3,6 bilhões de dinheiro suado do povo brasileiro usado para bancar vagabundos engravatados!!! Que faça campanha quem tem recursos!!! Ou até melhor, quem é reconhecidamente bom e apto ao cargo público não precisará de muitos recursos… O país quebrado, afundado na pior crise econômica de toda a história e estes canalhas, calhordas e sem vergonha nenhuma na cara querem 3,6 bilhões de reais?!? Aonde está o brasileiro desempregado que não se desloca a Brasília para exigir a volta da moralidade política e da justiça?!? Não se esqueçam: #nãoreelegeremosninguémem2018!!!

  5. TorPato sempre se garante, antes, que tudo o que disser nunca poderá ser realizado. Aí se passa por bom ‘moço’: “Aí, falei, mas não deu! Foi mal, galera! Quem sabe na próxima (só que não!)”.

  6. Nada como uma dia após o outro e um Torquato Jardim entre eles. Parabéns pelo seu posicionamento, Torquato de quatro.

  7. Recém filiados ao PT, FÁBIO ASSUNÇÃO e TÁSSIA CAMARGO prometem PROTESTAR em Curitiba e AVISAM: “Sérgio Moro NÃO tem condições de JULGAR NINGUÉM”,/////

  8. TEM QUE ACABAR COM ESSA EXCRECÊNCIA DO FUNDO PARTIDÁRIO. HORA DE VOTAR PELA EXTINÇÃO DO FUNDO ELEITORAL. DINHEIRO DA SAÚDE PARA POLÍTICOS, NÃO!!!! https://www12.senado.leg.br/ecidadania/visualizacaoideia?id=83941&voto=favor

  9. Que bobinho… Quanta ingenuidade calculada… Jogando para a plateia.
    .
    Para os bobonautas e desinformados de caderninho: tudo o que a grande mídia deseja é que não haja financiamento para as campanhas políticas. Nem privado, menos ainda público. Com os candidatos de pires na mão, caberá à grande mídia escolher os eleitos. Vai ser uma enxurrada de mensagens subliminares…

    1. A GRANDE MÍDIA JÁ NÃO FAZ MAIS A CABEÇA DO ELEITOR, ESPERTALHÃO. SE FOSSE VERDADE, FREIXO TAVA ELEITO NO RIO, TRUMP SERIA DERROTADO, O IMPEACHMENT NÃO SAIA, E HADDAD SERIA REELEITO. QUÁ, QUÁ, QUÁ, QUÁ!!!

  10. URGENTE! analise do sistema Drousys pelo MPF confirma que a Odebrecht repassou dinheiro para a compra do imóvel do instituto Lula via caixa 2.
    Petição disponível no site da justiça federal do Paraná.

Os comentários para essa notícia foram encerrados.